Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 21, 2014

Edição 982 | Ano V

Análise do desempenho macro-econômico

Por Kátya Desessards
O último mês trouxe poucas novidades sobre o desempenho e, conseqüentemente, sobre as perspectivas da economia brasileira para o curto prazo. Com isso, o cenário básico continua apresentando perspectivas mornas. Resumidamente, indicam para o ano um PIB de 1,8% e uma inflação um pouco acima do teto da meta.
Mas houve mudanças marginais. A mais importante, que tem a ver com o passado do que com o presente (e futuro), foi a divulgação dos resultados da nova Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física do IBGE (PIM-PF), que agora incorpora novos produtos, novas ponderações e novos locais de coleta. A nova PIM reviu para cima o crescimento industrial em 2013: a taxa de crescimento da Indústria de Transformação simplesmente dobrou (de 1,5% para 3,0%) e a da Extrativa, embora continuasse negativa, ficou ligeiramente melhor: – 3,6%, ante – 4,1%.
O desempenho de todas as categorias de uso melhorou na versão revista, exceto a de bens de c…