Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 17, 2012

Edição 803 | Ano IV

Nova Iorque / EUA
Brasil aumenta investimentos em startups cruciais de tecnologia


Nos últimos anos, as startups brasileiras começaram a atrair empresas importantes de capital de risco do Vale do Silício. Nesse processo, contudo, segmentos promissores da tecnologia foram ignorados. Embora as empresas privadas estejam investindo prontamente em e-commerce e outras áreas badaladas, campos como nanotecnologia, robótica e tecnologia da informação – considerados fundamentais para transformar a economia brasileira, baseada na exportação de commodities e dependente do consumo – estão caindo no esquecimento.

Ao invés de deixar o financiamento das inovações apenas para empresas privadas de investimento, as autoridades brasileiras decidiram há vários anos entrar em cena e apoiar empresas recém-criadas. E, em 2007, o banco brasileiro de desenvolvimento, o BNDES, deu início ao Criatec I, um fundo de capital de risco com o objetivo de investir, ao longo de 10 anos, 100 milhões de reais em startups. Emp…