Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 13, 2011

Edição 557 | Ano IV

São Paulo / SP Marcas brasileiras apostam na internacionalizaçãoO forte crescimento da economia brasileira, especialmente no momento em que o mundo se retrai, abriu uma perspectiva para as marcas nacionais nunca antes vista lá fora. Não por falta de tentativas, é verdade. Mas por falta de ressonância. "A evidência positiva do Brasil criou condições para as marcas surfarem essa onda favorável, aproveitando a curiosidade sobre o que se faz aqui", pondera Fernando Chacon, diretor de marketing do Itaú, que, em janeiro, fez sua primeira campanha da marca fora do País. Há décadas, as empresas daqui tentam abrir mercado para seus produtos e serviços na tentativa de agregar valor a suas marcas. Exportar sem assinatura significa menos receita no caixa. Mas, com a forte concorrência externa, o Brasil acabou se limitando ao papel de produtor de commodities. Os sapatos feitos no Sul do País, por exemplo, ganham assinaturas de marcas americanas ou europeias. O café produzido em Minas receb…