Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Voltando ao normal

Prezado Leitor, Estamos conseguindo aos poucos voltar com a nossa edição diária. Após vários testes, já estamos devidamente azeitados.

A partir da semana que vem, tudo volta a normalidade. Nossa edição diária retorna impreterivelmente. 

Retornamos também com as gravações do Comentário Econômico do Dia, da Rádio i-press.biz e em breve estaremos apresentando novos vídeos e matérias na Tv i-press.biz.

O contratempo técnico que tivemos foi totalmente resolvido e ainda amanhã estaremos colocando no ar uma edição para finalizar os últimos testes.

Queremos agradecer a compreensão de todos os nossos leitores - razão de nossa existência. 

Agradecemos também todas as manifestações de apoio que recebemos de nossos leitores que se indignaram pelo descaso que o i-press.biz sofreu e pelo ataque indiscrimado de hackers. 


Por conta do IMENSO APOIO por e-mail de nossos leitores (e que foram repassados)... Por conta disso, afinal, fomos atendidos. Foi descoberto que nossa página foi atacada. Mas agora estamos…

Edição 528 | Ano IV

Brasília/DF e São Paulo/SP
O brasileiro não planeja a sua aposentadoria
Embora quase metade dos brasileiros se reconheça despreparado financeiramente para se aposentar, menos de um quinto associa a vida de aposentado à ideia de aperto econômico. Os dados são do estudo "O Futuro da Aposentadoria" - feito pelo HSBC em 17 países
Atualmente, o trabalhador pode se aposentar com qualquer idade, contanto que tenha um tempo de contribuição de 30 anos, no caso das mulheres, e 35, no caso dos homens. Contudo, devido ao fator, quanto menor é a idade do segurado, menor é o valor do benefício. Também existe a possibilidade de aposentadoria por idade: 60 anos para as mulheres e 65 para os homens.
Essas regras, no entanto, podem mudar: o governo estuda várias alterações tanto nos regimes de aposentadoria para servidores públicos quanto da iniciativa privada.
A nova opção do governo é uma fórmula simples, que somaria o tempo de contribuição e a idade do trabalhador na hora da aposentadoria…

Edição 528 | Ano IV

Paris / França
Cresce de forma galopante o mercado de luxo no Brasil
O Brasil está no caminho de se tornar um novo motor de crescimento para o setor de produtos de luxo, afirmaram executivos no Reuters Luxury and Fashion Summit nesta semana. As vendas de mercadorias de luxo no país ainda são pequenas em relação a outros mercados emergentes como China, Rússia e Oriente Médio, mas estão crescendo muito mais rápido que o esperado.
Muitos grupos que vendem itens luxuosos contiveram por um longo tempo as apostas em grandes negócios no país, dissuadidos pelas altos impostos sobre as importações do Brasil, pela complexa burocracia e pela falta de espaço no varejo. Mas durante os últimos anos, Gucci, Chanel, Burberry, Christian Louboutin e outros grandes nomes abriram lojas no Brasil, fisgadas por novos shoppings luxuosos e pelo aumento do poder aquisitivo da classe média do país.
O número de indivíduos com renda muito alta no Brasil também subiu. Em 2010, o Brasil somou 30 bilionários, aumento…

Edição 527 | Ano IV

Buenos Aires / Argentina
Brasil-Agentina fracassam nas negociações para acabar com barreiras
Fracassou a tentativa dos governos do Brasil e da Argentina de fechar um acordo para encerrar o conflito entre os países por causa da adoção de barreiras comerciais. Após dois dias de reunião bilateral em Buenos Aires, a liberação de produtos "travados" em ambos os países continuará dependendo de "gestos" de boa vontade. "Não houve um avanço prático de curto prazo", admitiu Alessandro Teixeira, secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Ele e o secretário da Indústria da Argentina, Eduardo Bianchi, ficaram de se reunir nos próximos 15 dias, desta vez no Brasil.
Afetado pelo decisão do governo Dilma de dificultar a importação de carros, a Argentina pediu o fim da medida (negada pelo Brasil) ou que pelo menos o prazo de liberação dos veículos argentinos seja inferior aos 60 dias previstos pela Organização Mundial do Comércio.…