Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 13, 2010

Edição 458 | Ano III

Washington / EUA
A guerra cambial está gerando uma crescente distância entre as economias mundiais
A guerra cambial, a tensão em torno da taxa de câmbio do dólar e do yuan, e a incerteza sobre o futuro do euro ilustraram neste ano a crescente distância entre as economias desenvolvidas em crise e os países emergentes, líderes em crescimento. "Estamos vivendo atualmente uma guerra cambial internacional, uma desvalorização generalizada das moedas", advertiu no fim de setembro o ministro brasileiro da Fazenda, Guido Mantega. A expressão causou polêmica, mas também teve um sucesso impressionante. Era uma constatação das diferenças entre os líderes das maiores economias do planeta, as que exportam muito (China, Alemanha, Japão) e as que queriam mais (Estados Unidos, os países da zona do euro).
A decisão do banco central chinês de deixar o yuan flutuar mais livremente, ansiosamente aguardada por outros países do G20, ocorreu em junho, uma semana antes de uma cúpula do Grupo de países …