Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 22, 2010

Edição 407 | Ano II

Brasília / DF
Deficit brasileiro nas contas externas é o maior desde 2002
O deficit nas transações do Brasil com o exterior bateu novo recorde em valores nominais e alcançou o maior patamar na comparação do PIB - Produto Interno Bruto - desde o final do governo FHC. Segundo dados do Banco Central, o resultado ficou negativo em US$ 2,86 bilhões no mês passado, maior valor para meses de agosto da série iniciada em 1947. Para setembro, a expectativa é de um deficit de US$ 3,8 bilhões. No acumulado em 12 meses, o deficit chega a 2,32% do PIB, pior desde setembro de 2002 (2,57%). Em termos nominais, o resultado alcançou o recorde de US$ 45,8 bilhões. O BC espera fechar o ano com um deficit de 2,49% do PIB ou US$ 49 bilhões. Para 2011, deve chegar a US$ 60 bilhões (2,78%). O resultado negativo vem sendo influenciado pelo aumento das importações, das remessas de lucros e dividendos e dos gastos com serviços, como transportes, aluguel de equipamentos e turismo no exterior. "Chegaríamos a 2…