Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 18, 2010

Edição 262 | Ano II

Brasília / DF
Deficit externo será a "herança maldita" do governo Lula
Com as famílias e o governo consumindo cada vez mais e poupando pouco, o Brasil elevou a sua dependência do capital externo para conseguir realizar os investimentos de que necessita. segundo a reportagem, isso significa que o dinheiro estrangeiro será ainda mais importante para o próximo presidente cobrir o saldo negativo nas contas externas e manter o país crescendo. Depois de cinco anos com as transações com o resto do mundo fechando no azul, elas voltaram a ser deficitárias no fim de 2008. A situação se agravará neste último ano da gestão de Luiz Inácio Lula da Silva. A perspectiva para 2010 é, no mínimo, dobrar o rombo, repetindo o ritmo em 2011. Esse buraco precisa ser coberto por recursos que virão do exterior via empréstimos, investimentos produtivos e na Bolsa. Segundo as projeções do Banco Central, o deficit externo - que consolida as compras e vendas de bens e serviços, pagamento de juros, viagens…