Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 4, 2009

I-Press.biz Economia & Mercado | Edição 195 | Ano I

Brasília/DF
União banca subsídio de R$ 184 bilhões na dívida de Estados
Quando um banco faz um empréstimo, tem por norma cobrar juros maiores que os que paga ao captar dinheiro. Nos últimos 12 anos, o governo federal tem agido de forma inversa em relação aos Estados: empresta a juros inferiores aos que paga ao mercado. Enquanto os bancos faturam com altos spreads, o governo arca com subsídios - que, desde 1997, já somam R$ 184,5 bilhões, concedidos a 24 Estados e ao Distrito Federal. Esse subsídio ocorre sempre que a taxa Selic, que corrige o que a União deve a bancos e investidores, fica maior que o índice de correção das dívidas que a mesma União tem a receber dos governos estaduais. Para se ter uma ideia de dimensões, o subsídio acumulado - calculado pelo Tesouro Nacional a pedido do Estado - supera os orçamentos anuais somados de São Paulo e do Rio de Janeiro, os dois Estados mais ricos do País. Equivale a 4,5 vezes o orçamento do Ministério da Educação. Se convertido em dólares, é …